Brasileira Viaja por 14 países da Europa sem Gastar Nada

Uma brasileira viaja por 14 países da Europa sem gastar nada e vira mito nas redes sociais entre as pessoas amantes de viagens e turismo barato.

Qualquer brasileiro moderno um dia nesta vida já pensou em arrumar as malas e seguir para uma viagem aos países da Europa deslumbrantes, sem data no sentido de retornar à própria residência.

Mas, uma brasileira-carioca não se contentou em ficar apenas no sonho e resolveu enfrentar seus medos ao seguir aos países da Europa para ganhar um banho de cultura sem pagar nada, apenas à base da simpatia.

Como Viajar pelos países da Europa sem Gastar Dinheiro

Ao viajar por 14 países e mais de 30 cidades, Aline Campbell, de 24 anos, conseguiu compreender de perto a bondade do ser-humano, tendo em vista que ela não pagou nada para se locomover, comer, dormir ou visitar pontos turísticos da Europa.

Ao todo a viagem dela durou 90 dias. Campbell agora tem planos de fazer a mesma coisa, só que dentro do território nacional, que por si já pode ser considerado um verdadeiro continente de tão grande e rico culturalmente.

Projeto Portas Abertas

Projeto Portas Abertas pela EuropaA artista plástica carioca Alina Campbell teve a ideia de batizar o seu projeto como “Portas Abertas” (ou, Open Doors).

Ela objetiva unir diferentes culturas e pontos de vista entre os povos mundiais, demonstrando que num mundo tão materialista ainda é possível viver sem dinheiro.

Campbell gastou seus últimos vinte reais ao consumir um lanche no Brasil e voou à cidade de Amsterdã, na Holanda, onde começou sua jornada de viagem entre 14 países da Europa.

Ela visitou terras holandesas, tchecas, italianas, suíças, inglesas, francesas, alemãs, entre outras espalhadas no Velho Continente. Na volta, Campbell indicou que valeu a pena confiar na bondade das pessoas e virou um mito online.

Deslocamento Entre as Cidades dos 14 países da Europa

A brasileira que viajou por 14 países da Europa sem pagar nada indica que o deslocamento entre os territórios europeus aconteceu apenas à base das caronas com caminhões, automóveis e até motocicletas.

Ela até recebeu algumas cantadas nos caminhos, mas sempre explicava o seu verdadeiro objetivo que era compreendido pelos motoristas.

Aline Campbell em sua viagem

Campbell diz que em nenhum momento alguém tentou forçar alguma coisa durante as viagens com carona nos países da Europa.

Mas, ela teve um pequeno problema na Alemanha, foi pega pela polícia pedindo carona no meio da rua (no território europeu é permitido solicitar caronas apenas em pontos de paradas oficiais ou postos de combustíveis).

Contudo, após explicar suas intenções de paz universal, os próprios policiais lhe concederam carona, comprovando mais uma vez a força da fraternidade entre povos diferentes.

Alimentação e Hospedagem nos Países da Europa

Com ajuda de plataformas online contendo redes de pessoas que recebem viajantes em casa gratuitamente, Campbell encontrou amigos no caminho que ofereceram hospedagens e alimentações grátis na Europa.

Viajando sem dinheiro pela europa: Alimentação e moradia

Nos Alpes Suíços ela viu a neve pela primeira vez na vida, e, ainda por cima, foi convidada pelos anfitriões para visitar uma estação de esqui!

Para realizar as alimentações, Campbell aceitava a ajuda e hospitalidade dos anfitriões. Alguns amigos deixaram inclusive a dispensa e a geladeira abertas. Outros forneceram lanche e passagens para ela seguir viagem.

Ao contrário do que Campbell poderia pensar, a alimentação não representou um grande problema, pois ela se alimentou em todos os dias na viagem grátis aos países da Europa.

Não deixe de assistir ao vídeo da Aline dando seu depoimento a respeito da viagem:

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.